GATOS E CRIANÇAS


Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois de discuções sobre gatos e crianças, peguei tudo o que tinha estudado na faculdade e conversei com algumas pessoas que possuem filhos e gatos!

Eis os resultados da minha pesquisa:

Hoje em dia, estudos mostram que crianças que convivem nos primeiros anos de vida com animais de estimação estão menos propensas a desenvolverem alergias e doenças respiratórias, pois o seu sistema  imunológico já estaria “acostumado” com os agentes alergênicos encontrados nos animais.

A exposição de crianças a gatos pode prevenir a asma

O professor Thomas Platts-Mills, que liderou a pesquisa feita no Centro de Asma e Doenças Alérgicas da Universidade de Virgínia, afirmou que as chances das crianças serem imunes a gatos são as mesmas de serem alérgicas a eles. Falou ainda que esse tipo específico de imunidade se desenvolveu quando as crianças tiveram um convívio significante com os gatos, ou seja, quando conviveram com os animais da casa no dia-a-dia e não apenas em ocasiões isoladas.

Para uma criança, ter um gato pode ser excelente oportunidade de aprender responsabilidade . Com a educação de alguns pais hoje em dia nem todas as crianças são capazes de assumir responsabilidade sobre um animal de estimação, ela tem que aprender que o animal necessita ser alimentado, mantido limpo,  etc.

Ao cuidar de um animal de estimação a criança ganha responsabilidade e isto irá refletir em outras áreas da vida, sendo assim uma experiência muito importante e gratificante.

Contudo, para que isto se verifique é preciso que os donos mantenham sempre a criança e o gato sob supervisão.
Os gatos são animais muito indicados para crianças, principalmente porque
sãomuito limpos.

Os gatos não são animais agressivos ou brutos e geralmente convivem bem com uma criança. Um gato equilibrado prefere afastar-se e recolher-se para o seu sítio seguro do que atacar. Habituar gatos a crianças e vice-versa não é uma tarefa complicada desde que use o senso comum e se mantenha alerta quando os dois estão juntos.

As crianças com 2 ou mais anos já começam a aprender regras e podem ser ensinadas a lidar com o gato. As crianças sem regras facilmente abusam do animal, puxando o rabo, as orelhas, abraçando, batendo e empurrando com demasiada força. Os gatos não gostam deste tipo de abusos e até o mais meigo pode responder bufando ou arranhando.Novo gatinho e crianças pequenas

O gato é um ótimo professor sobre os valores da vida:

O gato não aguenta abusos e maus tratos, a criança aprenderá que precisa tratá-lo com amor e carinho para receber o mesmo em troca.

“Você ensina melhor o que mais precisa aprender”, assim, quando a criança ensina o gato o que pode ou não fazer dentro de casa, estará ensinado a ela própria e aprendendo regras e restrições que ela mesma deve aprender e aceitar. Aprenderá ainda o valor da paciência e do auto-controle. Gritar ou bater no seus gato não resolverá nada, por isso gentileza e compreensão devem ser usados.

Não deixe seu filho segurar o gatinho de qualquer maneira. NUNCA segure seu animal pela nuca, pelas patas dianteiras ou pela barriga. Ensine as crianças a segurar o gatinho com carinho, segurando com as duas mãos, uma na parte inferior do tórax e outra segurando a parte traseira.

É bom para as crianças que aprendam a tratar bem seus gatinhos, com cuidado, amor e delicadeza. Sem esquecer que são seres vivos e não brinquedos, os quais podem brincar o dia inteiro, puxa-los e sacudi-los à vontade. Ensine que os gatinhos precisam comer, descansar e dormir, por isso deve deixá-los sossegados boa parte do dia.

Agora vou citar opiniões pessoais minhas, e de vivência:

-Convivo com gatos desde que nasci, nunca tive problemas, na casa da minha avó semrpe teve gato, cachorro, e agora passarinho, são animais que preferem ficar em um cantinho dormindo, equando chegam até você demonstram um afeto real, assim como os cães, com a diferença que a maioria dos cães pulam em você, o gatinho se enrosca em suas pernas!


– lindos, meigos e carinhosos.
Muitas pessoas dizem que o gato é interesseiro, do mesmo jeito que existem pessoas com personalidades diferentes, cães com personalidades diferentes, gatos também tem personalidades diferentes. Existem os mais mansos… Os mais ariscos… e por aí vai.

– muito apegados aos donos e bons companheiros para adultos e crianças (o que prova que a afirmação: “gatos só gostam da casa e não do dono” é falsa).
Minha gata dorme comigo!


– São muito limpos, independentes não dando quase trabalho.
Claro, dormem 2/3 do dia, acabam com as pragas da sua casa matando baratas, ratos, afinal, mexeu ta vivo!


– Adaptam-se bem a qualquer casa ou apartamento, não importa o tamanho.
Sim, e se você não deixá-los passear na rua e alimentá-los com ração, nunca correrá o risco de seu gato pegar uma toxoplasmose.

-Suas nececidades são feitas na caixinha de areia. Não precisa ficar colocando jornal no chão ou limpando toda hora! Gatos são bem asseados e não suportam muita sujeira!!!

Na maioria das vezes, gatos de rua são mais resistentes, por passarem constantemente por uma seleção natural, só os mais fortes e resistentes a doenças sobrevivem na rua. Talvez um amigo ou vizinho esteja procurando lar para algum filhote. O ideal é levá-lo ao veterinário antes de levar para casa. Assim que seu gato estiver tratado, pronto, você tem uma ótima compania em casa com o mínimo de trabalho!

Acidentes acontecem, por isso fique sempre atento quando sua criança estiver perto do seu gato, não deixe que faça malcriações pois o animal sente dor como qualquer ser vivo e vai querer se livrar da dor, seja arranhando ou de que maneira for.

Algumas fotos que comprovam o amor das crianças com os gatos.

 

Dizem que os donos se parecem com seus animais de estimação hahaha

Lindos!!!

Que carinho!

Que carinho!

Essa sim é uma mãe maluca! E se o bebe puxar a cauda dele?

 

Anúncios